22 de abril de 2015

Acho que todo mochileiro tem um lugar do coração, aquele lugar que deu start na vontade de colocar uma mochila nas costas e se perder pelo mundo, um lugar que mudou sua cabeça e te ensinou sobre a imensidão do mundo e como é fácil alcançar tudo isso com certeza foi São Thomé das letras,e  eu tenho mil motivos para eleger esta cidade como parte do meu coração e da minha alma!
Quando eu cheguei a São thomé, a 5 anos atrás, eu era uma menina perdida em sonhos quebrados... havia tido uma crise na minha vida que me levou a uma clinica psiquiatrica, e graças a um médico que me receitou viajar como parte do tratamento, e um bando de amigos loucos, eu cheguei a esta cidade.
A idéia de ir a são thomé veio do nada... eu estava sozinha vsitando amigos em belo horizonte,  sem a minima vontade de voltar pra casa, quando recebo uma ligação de amigos da época do colégio dizendo "ok, nós estamos viajando pelo rio de janeiro, e não queremos voltar para casa, pegue um mapa, escolha uma cidade no caminho de belo horizonte e rio, vamos todos para lá"... Escolher São thomé em meio a esta proposta não foi dificil, eu já tinha ouvido falar dessa cidade mistica, e não ia perder esta oportunidade de ver se era tudo o que me falavam...

Para os aspirantentes a mochileiro, que ainda tem certo receio, eu recomendo São thomé como um treinamento... E por que?

- Em São Thomé você pode exercitar a dádva da carona, com um pouco de criatividade e simpatia você consegue se locomover para qualquer lugar sem gastar 1 real, e inclusive, voltar para a sua cidade.. eu não só circulei para todas as cachoeiras como voltei para são paulo de carona. E se você não tiver carro, vai penar para chegar na maioria das cachoeiras se não optar por estender o dedo na estrada.

- Em são thomé você encontra pessoas falando todos os idiomas, em todas as vibes, exercite seu lado amistoso.

- Em são thomé sempre opte por campings, mais divertido que pousadas, se conhece muita gente, se aprende a cozinhar da melhor forma possivel tendo qualquer coisa em mãos, rodinhas de violão estão por todos os lados

- sua arte vira dinheiro fácil, para ajudar anas despesas como hospedagem e comida

- Uma vida simples e desprendida, com muita gente disposta a sorrir e te ajudar, acredite, é isso que vc vai encontrar em são thomé.

Em São thomé você aprende que não precisa de muito dinheiro para ter a viagem da sua vida, que com boa vontade se chega a qualquer lugar, que a bondade dos estranhos é peça chave para se ganhar o mundo, e que o contato com a natureza é todo luxo que você precisa ter.

Bem, vamos conhecer um pouco da cidade:

A CIDADE

São Thomé das Letras está localizada no pico de uma montanha de pedra, incrustada na Serra da Mantiqueira, a 1.444 metros do nível do mar. O céu é muito azul e a cidade é envolvida por um vale intensamente verde, onde se escondem magníficas grutas, cachoeiras, cavernas sem fim e ladeiras onde os carros sobem sozinhos.

Vindo por Três Corações, acesso por estrada toda asfaltada, o branco prateado das pedras transformadas em alimento faz lembrar montanhas cobertas de neve. Vindo por Baependí, pelo Caminho Velho da Estrada Real, vislumbra-se o muro natural das pedras guardiãs, que faz lembrar a Cidade dos Incas.

A HISTÓRIA

A lenda que deu origem a toda a história da cidade de São Thomé das Letras aconteceu em uma gruta.
“João Antão escravo da Fazenda Campo Alegre, cujo romance com a irmã de seu senhor, o Capitão João Francisco Junqueira, havia sido descoberto, cansado dos maus tratos, refugiou-se em uma gruta no alto da serra, onde passou a viver da pesca, frutos e raízes da região.
Um dia um senhor de vestes brancas apareceu para o escravo lhe entregando um bilhete e dizendo que, se ele o entregasse ao capitão, este o perdoaria.
Ao ler o bilhete, o Capitão lhe ordenou que o levasse até a gruta, onde encontraram uma imagem de São Tomé entalhada em madeira.
João Francisco, homem profundamente religioso recolheu a imagem e a levou para casa.A imagem sumiu e reapareceu na gruta por várias vezes.
Acreditando ser um milagre, o Capitão mandou erguer uma capela no local, onde, em 1785, foi construída a Igreja Matriz, originando assim o povoado; dizem que o filho do Capitão, Gabriel Francisco Junqueira, o Barão de Alfenas, título este concedido por D. Pedro II, foi sepultado debaixo do altar da igreja.
A igreja, construída em estilo barroco, abriga em sua nave principal a pintura do mestre Joaquim José da Natividade, altares em estilo rococó e várias imagens de madeira do século XVIII.
A origem do nome da cidade deve-se à aparição do santo e às inscrições rupestres encontradas na entrada da gruta que não se sabe terem sido feitas pelos índios cataguases antigos moradores da região ou se são palavras deixadas pelo santo.
As construções que caracterizam a cidade, feitas com as próprias pedras extraídas no local, cuidadosamente cortadas e empilhadas uma a uma, sem qualquer tipo de argamassa, oferecem segurança e firmeza, como as construções do século XVIII.
Com base na economia local, que é 60% oriunda da extração de pedras de quartzito, usadas no revestimento de casas, passeios, piscinas, e hoje exportadas para vários países da Europa, a cidade ficou conhecida como “cidade de pedra”.
As lendas, histórias e preceitos iniciáticos formam um clima esotérico na cidade, tornando-a conhecida como a cidade mística do Brasil, mas a vida dos seus moradores é bem simples, típica do interior de Minas.
Devido a esse estranho fascínio que a cidade exerce nas pessoas que a visitam, São Thomé das Letras vem, ao longo dos anos, desenvolvendo o turismo. Em 7 de março de 1996, recebeu o selo de potencial turístico, concedido pela EMBRATUR, passando a integrar oficialmente o rol das principais cidades turísticas do Sul de Minas, pertencendo também ao maior projeto turístico já realizado em Minas Gerais, a Estrada Real .
Hoje, a cidade conta com uma infra-estrutura capaz de receber bem o mais exigente turista. Restaurantes, pousadas, asfalto até a cidade, estação rodoviária, um excelente centro de eventos capaz de abrigar quase 18 mil pessoas e um amplo salão para festas e convenções.
Destacando-se pela beleza exótica de suas pedras, rica em cachoeiras, casarões antigos, mistérios, aparições, trilhas e montanhas, a cidade oferece muitas boas opções para você apreciar.


Fonte: http://www.visitesaothome.com.br/



Quando cheguei em são thomé foi amor a primeira vista, as ruas de pedra, a visão das montanhas, a simplicidade  e receptividade das pessoas sem duvida são cativantes e te envolvem no primeiro dia.
Eu não sou a favor de viagens em feriados em feriados e alta temporada, mas eu sei que a maioria das pessoas só tem a oportunidade de viajar nessa época, eu estive em São Thomé nestas duas ocasiões... em alta temporada, e fora dela... e posso dizer que a diferença é gritante

1 - Os preços dos campings e pousadas sobem consideravelmente em alta temporada e feriados, campings que cobravam cerca de 10, 15 reais estavam cobrando até 40 - 60 pela diaria
2 - As cachoeiras, cidade, bares e estradas ficam lotadas. Ruim para aproveitar em paz, bom no quesito carona, é bem mais fácil conseguir uma.
3 - Para sacar dinheiro fica quase impossivel em alta temporada, tendo em consideração que são thomé das letras não possui  mais que 1 banco, você pode contar apenas com um representante bradesco num mercado, 1 agencia do itau, e um representante do banco do brasil na agencia dos correios, que muitas vezes limitam o saque diario a 50/100 reais por dia.


O QUE FAZER EM SÃO THOMÉ DAS LETRAS?


Cachoeiras

São mais de 30 espalhadas pela cidade!  As principais são:
Cachoeira da Lua:   

A Cachoeira da Lua fica a 7km da cidade de São Thomé das Letras, no caminho para Sobradinho. Ela recebeu este nome porque durante a fase de lua cheia, o local fica mais que encantado, com reflexo da lua sobre as pedras e suas águas cristalinas. 

Cachoeira do Flávio: A Cachoeira do Flávio fica a 6km da cidade, na estrada que vai para Baependi. Trata-se de uma excelente cachoeira, não apenas por oferecer águas rasas mas, por trata-se de uma ducha perfeita que parece uma hidromassagem natural.


Cachoeira de Antares: Também conhecida com o nome de “Cachoeira da Conquista”, fica a 15km em um desvio da estrada que leva para Conceição do Rio Verde. Essa é um pouco mais longe da cidade, mas vale a pena. Da pra fazer um rapel bacana! Dica: No local onde fica o instrutor para fazer rapel( lááá em cima da cachoeira de antares) tem uma outra queda bem bonita e um poço bacana pra ficar. É um bom lugar pra curtir, pois costuma ficar mais vazio que a cachoeira em si.


Cachoeira da Eubiose: A Cachoeira Eubiose fica a 186 metros do trevo de São Thomé das Letras – Baependi – Sobradinho. Do centro da cidade de São Thomé das letras, é uns 3 km. Essa eu não conheci, mas todo mundo falou que esse lugar é muito bonito.

Vale das Borboletas: O Vale das Borboletas está localizado próximo a estrada que vai para Três Corações, possui duas quedas d´água, com uma pequena toca cheia de samambaias em volta. Em determinadas épocas do ano ou quando está muito sol, é possível avistar dezenas de tipos de borboletas. 

Cachoeira Véu da Noiva: A Cachoeira Véu da Noiva encontra-se a 12 km da cidade, na estrada que vai para Baependi. Trata-se de uma bela cachoeira com quedas de aproximadamente 8 metros de altura.


Agora que já falamos das cachoeiras, vamos falar das grutas! Eu não seiexatamente quantas grutas são, mas nós conhecemos apenas duas.
Gruta do Carimbado: 
Essa gruta é a famosa gruta que termina em Machu Pichu! Parece que nunca conseguiram chegar ao seu fim. Vale a pena dar uma passada nela! Fica próximo a Ladeira do Amendoim.
Gruta do Sobradinho: Tem aproximadamente 100 metros de extensão. Vale a pena dar uma conferida também.
Além das cachoeiras e grutas, a cidade tem alguns pontos turísticos que você não pode deixar de conhecer:
Cruzeiro – É o ponto mais alto da cidade. A vista La de cima é linda e vale a pena dar uma conferida! Um excelente local para ver o nascer e o por do sol. Dica: Esse é um excelente local para curtir a noite. Em feriados em que a cidade fica cheia, todo mundo vai para esse lugar. Alguns vão direto para la e outros ficam sentados na montanha que da acesso ao cruzeiro. Logo no pé da montanha tem 2 barzinhos muito bons, que tocam rock e reggae. 


Pirâmide – É uma construção de forma piramidal com várias janelas que proporcionam acesso a diversas constelações. Fica bem próxima ao cruzeiro. O melhor lugar para ver o por do sol. 



Ladeira do Amendoim – Fica próxima a gruta do carimbado. Nesta ladeira é possível obsevar os carros ou quaisquer outros veículos, serem puxados para cima da ladeira, num movimento totalmente contra a lei da gravidade. Andando a pé para trás também é possível sentir o mesmo efeito.


- FONTE : http://deixadefrescura.com/2010/12/viajando-sem-frescura-01.html#sthash.1oUEvqqc.dpuf


A cidade é recheada de bares e restaurantes, e rodinhas de violão estão em toda parte. A maioria das baladas não cobram entrada e vc pode entrar com sua própria bebida sem problemas

Há mercadinhos e um supermercado pela cidade... bebida barata, e há restaurantes de comida caseira que vc come bem e fartamente com 12 reais por refeição, bem gostinho de comida feita pela vó...



Onde ficar?

Como eu já disse antes, eu prefiro sempre camping... alguns campings dão descontos pelo numero de pessoas que estão contigo, Existem vários campings pela cidade, e alguns na "roça", que é a parte mais afastada do centro, porém mais perto das cachoeiras, na roça vc pode encontrar campings naturalista de graça, só procurar
Pousadas também a torto e a direito, jogando "pousada são thome das letras" no google e vai aparecer a torto e a direito, na minha primeira ida eu fiquei na pousada do paulinho, bem na entrada da cidade, e na época ele cobrava 20 reais por pessoa.

Como chegar a São Thomé das Letras:

De ônibus  

   A empresa Rectur faz a linha Três Corações x São Thomé. Quem vem de São Paulo, a opção é a Transul, no terminal rodoviario do tietê você compra passagem para 3 corações, cerca de 75 reais a passagem, apenas de sextas feiras há onibus direto para são thomé em dois horarios noturnos, a esma coisa de são thomé direto para são paulo, a saida é domingo.

São thomé com certeza é um lugar recheado de lendas, fábulas, com cara de cidade de contos, pessoas alegres e livres e belezas inimaginaveis, e espero de coração que vocês possam conhecer para entender o que uma cidade pode despertar na gente!






0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Bem vindos!

akasha

akasha

::Akasha Lincourt::

Akasha Lincourt... Taurina, Bipolar, 27 anos, sem enquadramento social, mas com ótimas lentes 50mm distorcidas ao invés de olhos. Apaixonada pela vida, pela arte, pela moda alternativa e pela estrada...

"VIVA RÁPIDO. MORRA JOVEM. SEJA SELVAGEM. E SE DIVIRTA!

Eu acredito no país que a América costumava ser. Acredito na pessoa que quero me tornar, acredito na liberdade da Estrada aberta. E meu lema é o mesmo de sempre. "Acredito na gentileza de estranhos. E quando estou em guerra comigo mesma – dirijo. Apenas dirijo."

Quem é você? Você está em contato com todas as suas fantasias mais sombrias? Você criou uma vida para si mesma onde é livre para experimentá-la?

Eu criei. Sou maluca pra caramba. Mas sou livre"

Email: Akasha_lincourt@hotmail.com

mood

mood

Arquivo

Arquivo

Arquivo

Bloglovin

Follow on Bloglovin
Todos os direitos reservados as autoras - Proibido a reprodução de texto e imagem. Tecnologia do Blogger.

Seguidores

instagram

instagram

Instagram

Hey! Did you know that our users have generated 237 widgets within the

Linke

Linke

Link-me em seu blog / site:


contato

contato

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

lojas

lojas

Parceiros

Parceiros
Parceiros

conheça o inflamous

Face

Face

Minha página