25 de junho de 2017

Os último dois meses foram muito corridos para mim, e sem duvidas muita coisa aconteceu e mudou desde a ultima vez que postei aqui, e eu tive que mais uma vez me ausentar.. E meu computador também não estava ajudando muito nas postagens, mas graças a uma formatação inesperada, agora consegui meus programas de volta, e o pique para postar voltou!
Como muita coisa legal ficou de fora do blog nesse meio tempo, decidi fazer um resumão dos principais eventos que ocorreram na minha vida nesse periodo, e que eu gostaria de compartilhar:

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas no palco, show e área interna

Vamos começar pela festa fechada de lançamento do Maximus festival onde fui convidada para fazer uma apresentação no pole e foi divertidissimo. A festa aconteceu no Manifesto Bar e contou com muitos youtubers, musicos, digital influencers e povão da cena undergound de SP.. e o melhor: Open bar! Dancei muito, me diverti muito, encontrei e reencontrei muita gente e salvei muitas memórias boas na minha mente (Já que no celular esqueci de registrar, mas é o que dizem né, quando a gente realmente se diverte a gente acaba esquecendo do celular)

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, noite, área interna e close-up

Abril também foi mês do meu aniversário, e eu reuni a galera no meu extinto bar favorito antes dele  mudar de lugar! Comemorei com amigos e amigas dançando muito no Seu pimenta, com direito a muita cerveja e a boa velha catuaba, e pista cheia até as 5 da manhã com muito anos 80 e flash house!

Aproveitando o clima de aniversário me mandei pra Ibitipoca curtir uma natureza:

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, montanha, atividades ao ar livre e natureza

Ibitipoca foi uma surpresa em muitos aspectos, surpresas boas e ruins que eu pretendo compartilhar com vocês em um post especial nas próximas semanas, contando tudo sobre essa viagem e contando sobre muitos dos perrengues que eu tive durante essa minha aventura.

A imagem pode conter: 1 pessoa, fogo e noite

Voltando de viagem foi vez de finalmente fazermos as fotos do nosso grupo de dança com pirofagia, o Inflamous, que também merece um post especial para vocês contando tudo sobre o grupo, como surgiu, o conceito, os erros, acertos, as dificuldades... mas algumas fotos eu jáliberei no meu facebook pessoal!

A imagem pode conter: 1 pessoa

Nos ultimos dois meses foi o período que mais fiz estandes na minha vida, a começar pela feira mística da pompéia que foi um dos grandes desafios da minha vida de estandista, muita chuva, frio, desorganização por parte dos organizadores, dificuldades de distância, neste dia quase sentei e chorei de tantas provações que passei, mas sobrevivi, ainda mais forte para as próximas.

A imagem pode conter: sapatos

Neste mês também estou organizando meu guarda roupa, me desfazendo de algumas peças para dar lugar a novas, esse ano tenho me sentido bem comigo mesmo e estou investindo em coisas que me deixem bem, inclusive me dando alguns sapatos que é algo que eu não fazia a anos! (Eu não gosto de comprar sapatos, juro). Estou bolando um jeito de voltar com a sessão de looks dos dias para compartilhar com vocês o que estou usando  e onde encontrar, pois realmente tenho comprado algumas coisas novas.

A imagem pode conter: 1 pessoa

Esse ano rolou a minha primeira participação com o estande da Dark Paradise na convenção das bruxas de Paranapiacaba, e eu nunca gostei tanto de participar de um evento! Não sei como nunca fui antes, me senti como se estivesse em casa, cerca de bruxinhas e gente de vibe boa, com certeza já quero me programar para participar dos próximos, e já no começo de 2018 já começo a trabalhar em coleções especiais pro evento de tanto que amei!

 Nenhum texto alternativo automático disponível.
Eu decidi ir esse ano ao rock in rio, irei na noite do Aerosmith sozinha, falta ainda organizar essa expedição e decidir se vou de ônibus, moto, ou avião, mas o ingresso já chegoue  está garantido, e eu estou precisando dessas pequenas loucuras solo para me sentir um pouco viva, e é uma das coisas que estou tentando mudar esse ano, me jogar um pouco mais.

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas em pé

Teve mercado místico nestes meses, e o próximo será em setembro, e estou pensando em participar com numero de dança também, o estoque já estou renovando inteiramente j[a pensando na próxima feira, no halloween e em dezembro . Caramba, isso mostra como o ano esta passando rapido!

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado

Quem acompanha meu insta e meu facebook vê que tenho postado mais fotos, tenho me sentido bem comigo mesmo esse ano, tenho me achado até mais bonita pois tenho aceitado minhas imperfeições, tenho assim me sentido mais segura, e quero compartilhar isso com vocês através de videos do canal no youtube  que estou montando (em breve, viu?)

Nenhum texto alternativo automático disponível.

E teve show dos maravilhosos guris do picanha de chernobill!

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, área interna

E está tendo muitas quermesses e eventos com meus amigos queridos, que estou querendo manter cada vez mais perto, finalmente saindo de casa e deixando a ansiedade de lado!

A imagem pode conter: árvore, planta, atividades ao ar livre e natureza
Também estou investindo pesado na minha loja virtual e nos meus espaço de estandes, até mandei fazer essa barraquinha preta para decorar e levar para as feiras, procurando dar uma limpada e melhorada no visual e formato do estande, tornando ele mais prático e ao mesmo tempo amplo, mesmo ocupando pouco espaço, e acho que estou indo bem nas ideias ^^



Estou com mais eventos, planos, viagens e ideias para compartilhar com vocês aqui no blog, e vou trabalhando nisso aos pouquinhos para o conteudo ficar legal. Só queria compartilhar hoje o que andou rolando na minha vida para entenderem o meu hiatus e não se perderem na ordem cronôlogica dos posts mais explicativos que viram após este....

Então... vejo vocês em breve!
Image and video hosting by TinyPic




O  que liga Jimmy Hendrix, Jim Morrison e Kurt Cobain? Ok, imagino que vocês devem ter pensado na palavra morte, pois todos eles morreram tragicamnte aos 27 anos, mas há mais do que isso, em todas suas hisórias houve uma mulher, as vezes insana e violenta, por trás de sua carreira, os acompanhando em suas loucuras, vida extravagante e abuso de drogas. É quase como ver em todos eles uma figura perdida em estar no topo do mundo, procurando algum afeto feminino, para lhe servir como um pilar, mas as vezes o derrubando de lá. E essas mulheres realmente tinham uma personalidade de ferro e realmente sabiam o que queriam e o que fazer para conquistar.
Parece que virar as costas para tudo o que estava acontecendo era um requisito básico para ser esposa ou namorada de um Rockstar, a lendárai frase: "Deixo a gaiola aberta, se o passarinho quiser voltar, então é por que ele é meu", e os passarinhos sempre voltavam, mesmo que a força.
Qual o mistério dessas mulheres? Todas sempre sendo traidas, segurando os rumores, mas sempre em pé e sempre ao lado de seu martir em seus maiores feitos. E não pense que elas viveram sobre a sombra de seus amantes, elas eram o centro das atenções, muitas vezes sendo mais fortes e mais famosas que seus companheiros, existindo  mesmo quando eles se foram.



Há mais de 50 anos, aconteceu o primeiro provável escândalo envolvendo tablóides e levando a reputação de um artista à lama. A artista prato-cheio dos paparazzi, Amy Winehouse, ainda nem era nascida em 22 de maio de 1958, quando a imprensa britânica – sempre eles! – descobriu  e publicou que a jovem esposa que acompanhava o astro Jerry Lee Lewis em sua turnê européia, Myra Gale Brown, era não somente prima de segundo grau do cantor como também tinha apenas 13 anos. Para piorar, revelaram que, “tecnicamente”, o autor de Great balls of fire ainda era casado com sua segunda esposa.
Na época, Jerry Lee Lewis, prodígio que conseguia arrancar rock’n’roll de um piano, tinha 23 anos e era apontado por muitos como o próximo Elvis – ou seja, tinha tudo para chegar ao topo. O escândalo, porém, foi devastador para a carreira do cantor, e sua turnê na Europa foi cancelada após apenas três concertos. A reação pública foi tão negativa que, de volta aos Estados Unidos, Jerry Lee Lewis viu sua carreira desmoronar, entregou-se ao álcool e às drogas, foi deixado por Myra nos anos 70 e, como se não bastasse, ficou viúvo de suas próximas duas esposas – uma afogou-se na piscina em circunstâncias suspeitas e a outra teve overdose de metadona. Foi somente nas últimas duas décadas que o cantor teve o merecido reconhecimento, recebeu prêmios pelo conjunto da obra e voltou a lotar shows em turnês.
Se fosse nos dias de hoje, dificilmente a história de Lewis teria tido uma repercussão tão trágica. Ok, Myra ainda estava em idade escolar, mas a diferença de idade entre os dois era de apenas 10 anos – uma bobagem se analisarmos alguns casais famosos da atualidade.



A modelo e cantora Bebe Buell é sem dúvidas uma das celebridades que mais se envolveu com estrelas do rock. Entre seus relacionamentos estão: George Harrison, Mick Jagger, Rod Stewart, Tood Rudgreen e Steven Tyler, o vocalista do Aerosmith.
Por mais que tenha uma coleção de ex-namorados famosos, um fato familiar inusitado envolvendo  Tood Rudgreen e Steven Tyler chama a atenção. Bebe escondeu por 11 anos que sua filha Liv era fruto de um relacionamento com Steven Tyler. A garota foi registrada com o nome de Liv Rudgreen e acreditava que Tood era seu verdadeiro pai. A medida em que ia crescendo, a menina foi percebendo as semelhanças físicas com Steven. Ao questionar a mãe sobre possíveis laços de sangue com o vocalista do Aerosmith, acabou descobrindo toda a verdade. A história não teve um fim traumático e  ela se considera filha dos dois pais.
A relação de Bebe Buell com astros do rock é notável a ponto de ser homenageada no filme “Quase Famosos” ao servir de  de inspiração para a personagem Penny Lane, vivida por Kate Hudson.
John Mayer




Penny Lane, nome de uma canção dos Beatles, adotado como codinome por Lady Godman ­ – nome sabido apenas por William. Ela é a líder das groupies, quer dizer, “ajudantes da banda”, as maiores fãs dos Stillwater. Penny Lane foi inspirada em uma das primeira paixões do diretor. É uma personagem que, em meio ao estigma de groupie, consegue ser sonhadora e dócil nos seus gestos e no amor que nutria pelo guitarrista, Russell Hammond.
No filme Penny diz que  não é apenas uma groupie, ou uma fã, ela prefere ser chamada de "Band-aid", uma mulher que está lá para quando eles estiverem com saudades de casa, um ponto familiar quando tudo está um caos, um pouco de carinho quando tudo é superficial e vazio.
Mas será que todas elas eram boazinhas?


Familia Cobain - Suicidio ou assassinato?

Quando Kurt olhou para Courtney, era como se ele  quisesse ser como sid e nancy. Um dos casais mais polêmicos do rock, com uma vida repleta de mistérios e polêmicas, onde so Courtney Love deve saber as reais respostas. Um relacionamento que os levou rapidamente ao altar, courtney virou uma das esposas de rockeiro mais odiada da história.
Em dois anos dois documentários foram lançados, expondo novamente o casal Cobain, mesmo depois de 20 anos da morte de kurt, o documentário Montage of Heck, co produzido pela filha do casal, Frances Bean, mostra videos raros do começo do casal, uma courtney juvenil e um tanto quanto groupie entrando na passagem de som da banda, sem saber se aquela uma noite com o frontman daria em algo, um bilhete com seu telefone no hall do hotel, uma poema apaixonado de Kurt que os levaria ao altar, o documentários mostra um Kurt apaixonado e solicito, e uma mulher manipuladora e mandona. O documentário soaked in bleach mostra uma Courtney mentirosa, ambiciosa, passando a perna em Kurt e armando estratagemas parar tirar dinheiro dele, que pediu o divorcio e a exclusão do nome dela de seu testamento. Uma mulher que gostava de dinheiro, sexo e drogas, e tinha tudo isso as custas do marido, e sabia como usar suas artimanhas até que ele próprio não aguentou, dentr de sua carteira, ao lado de seu corpo, um bilhete escrito a proprio punho "Você, kurt Cobain, aceita se casar com Courtney Michelle love, mesmo ela sendo uma vadia drogada que gasta todo seu dinheiro?"



Ao contrário do documentário Soaked in Bleach, produzido por Tom Grant, investigador contratado por ourtney Love para supostamente encontrar o marido e repleto de gravações que mostram que Courtney não estava nem ai para Cobain, o documentário Montage of heck não acusa Love de assassinato, mas deixa uma porta aberta para um bom entendedor perceber que, insiua que diretamente ou indiretamente, Courtney era culpada pela morte de Kurt, depois de toda traição, humilhação e descaso com que tratava cobain. Durante e após sua vida com Cobain, Love teve diversos namorados do meio do rock.



Assim como Courtney e Kurt, seus predecessores, Sid e Nancy vieram nos mostrar que o amor mata.

Nancy Spungen (conhecida por sua fama de groupie) e Sid Vicious tinham um amigo em comum, Linda Ashby. Linda dividia apartamento com Sid e  Johnny Rotten, na Inglaterra, local onde Nancy se instalou, recém-chegada dos Estados Unidos.
Em relacionamento, Nancy e Sid, se drogavam juntos (Nancy apresentou a heroína a Sid) e brigavam demais, bem no estilo tapas e beijos. Reza a lenda que Sid batia em Nancy com seu próprio baixo.
Não se sabe ao certo, mas a versão mais aceita no caso Sid e Nancy é a de que ele, drogado, tenha esfaqueado Nancy no abdome. Nancy foi encontrada morta no banheiro do hotel Chelsea, em Nova York, lugar onde moravam, no dia 12 de outubro de 1978.  O baixista dizia não se lembrar de nada; ele foi acusado e preso pelo assassinato de Nancy, porém, fora solto após a gravadora ter pagado a fiança. As investigações nunca foram concluídas.  Como na história de Romeu e Julieta, Sid se suicidou um tempo depois, já que os dois tinham feito um pacto de morte. Sid seguiu fielmente e com louvor sua filosofia de vida que era: Viver intensamente e morrer jovem. Morreu aos 21 anos de idade em consequência de uma overdose de heroína.



Segundo Malcolm McLaren, empresário da banda, Sid Vicious não matou Nancy Spungen. O acontecido naquele fatídico quarto do hotel Chelsea, segundo McLaren, foi o seguinte: Nancy teria brigado com um suposto ladrão (já que o quarto estava sempre de portas abertas para Deus e o mundo), e ele, para se defender, teria pegado a faca de Sid, pendurada na parede do quarto nº 100, e acertado Nancy.  Em defesa ao baixista, McLaren disse – em entrevista publicada pelo site Whiplash – “Sid era capaz de muitos atos autodestrutivos, mas não acho que ele poderia matar alguém, especialmente a namorada, a menos que um duplo suicídio tenha dado errado” Malcolm McLaren
Existem outras versões para o assassinato de Nancy. Uma delas é a de que o fornecedor de drogas do casal tenha matado Nancy enquanto Sid “repousava” com uma alta dose de um coquetel quase puro de heroína. Há outras que dizem que a própria Nancy tenha se matado após os dois terem feito o pacto de morte. E, por último, a existência de um cheque de 14 mil dólares, que pertencia a Sid, cuja existência, muitas pessoas sabiam.

Dee Dee Ramone, Sid e Nancy
Para descrever esta relação – destrutiva principalmente para Sid- bem no estilo sexo, drogas e rock’n’roll, ninguém melhor que um dos próprios envolvidos: “Nós dormimos na mesma cama durante 5 noites antes de transar. Ele não me atraia sexualmente. Uma noite estávamos voltando do Roxy e eu disse a ele: “Essa noite vamos transar…”. Nós fomos pra casa e fizemos, fizemos isto pelo quarto, no banheiro e em todos os lugares. Eu o acho sexualmente atraente agora. Eu o ensinei todas as coisas que precisava saber. Eu pus aquela aura sexual em Sid, ele era um lindo virgem antes. Ele foi mudado por mim como nunca tinha sido antes, ele estava encantado comigo”. Descreve Nancy Spungen.
Enquanto esteve preso, Sid escreveu boas músicas e poesias para Nancy (que nunca foram gravadas).
Sid e Nancy inspiraram muitas vertentes das artes. A história do casal foi contada no filme Sid & Nancy – O Amor Mata, com Gary Oldman e Chloe Webb nos papéis principais; o roteiro foi baseado num livro escrito pela mãe de Nancy, Deborah Spungen, And I Don’t Want To Live This Life (o título do livro foi retirado de um dos poemas escritos por Sid).




 Ninguém sabe ao certo como se conheceram Pamela Susan Courson e Jim Morrison apenas se sabe que foi no ano 1966. Alguns amigos do Jim dizem que eles se conheceram numa festa num campus na  universidade, outros dizem que eles se conheceram num dos concertos da banda de Morrison ainda no início. De acordo com outras fontes, foi John Densmore que primeiro demonstrou interesse em Pamela. Mas quando Jim viu Pam algo aconteceu, perceberam que não seria Densmore que iria ter um relacionamento com Pamela. Pamela era uma bela ruiva de 18 anos. Ela tinha sardas nas costas das mãos, distribuídas sobre um rosto pálido e delicado. Ela usava os seus cabelos partidos ao meio, lisos e longos. Os seus olhos eram o seu traço mais marcante: maiores do que o normal, davam a aparência de ser uma pintura de Walter ou Margareth Keane. Pamela era adorável, dependente e vulnerável." (Hopkins)
A relação entre Jim e Pam não podia ser melhor e claro pior, pode mesmo ser descrita como uma relação de amor-ódio. A maioria das pessoas que os conheciam dizia que eles discutiam muito, às vezes por motivo nenhum. As suas vidas eram como uma montanha russa. Pamela costumava atirar coisas a Jim quando eles estavam a discutir e muitas vezes expulsou-o de casa. Apesar de tudo, Jim continuava enamorado e dizia aos seus amigos que Pamela era uma criança doce e era o complemento da sua existência. A prova disso é o facto da maioria das músicas e poemas escritas por Morrison serem dedicados a Pamela. Frases famosas como " She lives on Love Street" foram inspiradas em Pamela e eram escritas como um apelo ao seu amor.
Pam e Jim tentaram casar-se inúmeras vezes, mas nunca o fizeram. Muitos amigos de Jim falam que ele realmente amava Pam mas não estava preparado para tomar um passo tão decisivo na sua vida: casar-se. Morrison tinha uma imagem a preservar: ele era Jim Morrison, o símbolo sexual, o desejado pelas mulheres. Apesar disso, Jim pensou na segurança de Pam escrevendo um testamento onde ele deixou para Pamela tudo o que ele tinha na ocasião da sua morte.
Jim adorava dar presentes a Pamela. Tudo o que ela desejava Jim dava. Uma vez, o advogado de Morrison disse a ele que o seu par cósmico estava a gastar em proporções cósmicas e Jim respondeu-lhe  que preferia gastar dinheiro com ela a gastar com advogados. Jim deu a  Pam uma loja de roupa que ela chamou de  Themis, o deus da justiça e da ordem na mitologia grega (um dos nomes cogitados para a butique foi Fuckin’ Great). Jim teve muito orgulho de Pam porque ela realmente queria dedicar-se a desenhar roupas e cuidar da loja, tanto que uma vez uma revista convidou Jim para revelar quem era seu estilista e tirar algumas fotos com as roupas desenhadas por ele. Jim revelou que era Pam quem desenhava as suas roupas. O ensaio de fotos que eles fizeram para a revista representa as mais belas fotos coloridas de Pam e Jim.
Em 1971 Jim e Pam viajaram para Paris e pensavam em morar lá por algum tempo. O desenrolar dos acontecimentos (como o julgamento de Morrison) fizeram com que Jim e Pam resolvessem mudar para longe de Los Angeles. Pam chegou a dizer a Jim que se ele não partisse ela partiria sozinha. Eles passaram a morar num pequeno mas confortável apartamento na Rua Beautreilles.O casal permaneceu em Paris por 6 meses. Jim escrevia poesias e aparentemente parecia estar a melhorar do seu estilo de vida boémio e auto-destrutivo. Mas à medida que o tempo passava, Jim começou a beber novamente.Uma noite, segundo o depoimento de Pamela, eles saíram com alguns amigos para assistirem um filme e ao voltarem para casa, foram dormir. Pamela comenta que Jim estava com problemas respiratórios há algum tempo e que se recusava a ir ao médico. Pamela acrescenta que Jim acordou e disse que não estava a sentir-se bem e que ia tomar um banho. Pamela levou uma tigela ao WC e Jim vomitou. Depois disso, disse para Pamela ir dormir e que ele se juntaria a ela num minuto. Pamela adormeceu e quando acordou percebeu que Jim ainda não tinha ido dormir. Então,dirigiu-se ao wc e viu que Jim ainda estava na banheira. Tentou acordá-lo e não conseguiu. Preocupada, tentou tirá-lo da banheira, mas em vão. Pam ligou para um amigo que ao chegar ao apartamento ligou para o médico. Nenhuma autópsia foi feita e a causa oficial da morte de Morrison foi ataque do coração. Jim foi enterrado em Père Lachaise e apenas cinco pessoas assistiram ao seu enterro.




Depois de voltar para os Estados Unidos Pam não sabia como prosseguir sem Jim. Ela comentava que não sabia o que fazer e que não sabia como iria viver sem Morrison. Apesar do seu coração pertencer a Jim, dois anos depois da sua morte Pam iniciou um novo relacionamento com Randy Ralston e Pam parecia estar mais optimista. Mas isto não durou muito tempo. Pamela Courson morreu em 1974 com uma overdose de heroína. A sua morte foi misteriosa, ninguém sabe o que realmente aconteceu. Algumas pessoas falam em suicídio (na véspera da sua morte, Pam comentou com uma amiga que já ela devia juntar-se a Jim). Os amigos de Jim e Pam dizem que ela nunca se recuperou da morte do companheiro. Pamela morreu com a mesma idade que Jim morreu: 27 anos. Um amigo de Pamela que estava a morar com ela na ocasião da sua morte disse à polícia que ela consumia heroína à um ano mas o médico que a examinava disse que ela não tinha um hábito pesado depois de examinar as condições físicas de Pamela. Os pais de Pamela contrataram um detective para investigar a morte da filha mas nada de relevante foi descoberto.  Pam só queria morrer e  juntar-se ao seu par cósmico. Pam morreu poucos dias antes de ser reconhecida como  esposa de Morrison.
Os pais de Pamela consideraram em enterrá-la em Père Lachaise com Jim, mas isso não se passou.  Pamela foi cremada e as suas cinzas estão em Fairhaven Memorial Park, em Santa Ana, na Califórnia



Vilãs, promiscuas ou simples garotas apaixonadas?
Eram felizes? Sabiam o que estavam fazendo, ou apenas chegaram perto demais do fogo a ponto de se deixarem consumir pelas chamas? Sem duvid algo de especial elas tinham, para ter entrado na história dos que mudaram a história do rock n' roll.




Image and video hosting by TinyPic
8 de abril de 2017

Esse é mais um diáriod e bordo, de lucas silva e silva, falando diretamente do mundo da lua.... OU NÃO....
Okay, talvez eu esteja no mundo da lua, pois para mim ontem era dezembro e já estamos em abril, e ainda há muito o que fazer dentro de um tempo que passa muito rapido com coisas andando muito devagar.. já tiveram essa sensação? De que você está com bastante tempo, mas ele esta passando muito rapido, e isso é estranhamente assustador, dá a sensação de que tudo está passando rápido e vc não esta aproveitando como deveria...

Semana passada meu irmão fez a fiação da minha penteadeira camarim, e eu finalmente tirei fotos novos para mostrar o cabelinho que já não é tão novo, e já está precisando de retoque, mas eu não quero retocar até maio, pois irei viajar para minas gerais, e pegar muita cachoeira, então vai desbotar de novo, prefiro fazer de uma vez quando voltar... estou deixando a raiz crescer esse ano e não vou descolorir ou pintar, o bom do meu cabelo estar cinza é que parece um obre, e eu estou gostando dessa cor, acho que está combinando comigo.


Sábado passado eu peguei estrada com alguns amigos de moto, fomos tomar sorvete em Mairiporã, apesar de eu não ter conhecido a cidade, foi muito bom saber que é tão perto daqui, Mairiporã tem fama de ser muito bonita, ter cachoerias, e eu preciso realmente fazer um tour um dia desses.
O passeio foi ótimo, quanto mais pilotamos, mais experiência adquirimos, a única parte ruim é que nessas descobri que preciso alinhar minha moto, e estou precisando desembolsar pelo menos r$1000 em manutenção dela, ou seja, minha vida realmente é pagar boletos.


Nós fomos a Sorveteria Buono Gellato, que fica no km 62 da Fernão dias, fomos um grupinho de 3 motos, e sempre que eu faço esses rolês simples, eu fico meio nostalgica... quanto tempo eu não saia pra tomar sorvete? Eu amo sorvete de chiclete, é um passeio barato é divertido, se entupir de sorvete e falar besteiras com os amigos, mas parece que quando você vai ficando velho só vai surgindo convites para consumir alcool e ir em baladas,  mas god, eu gosto de sorvete, de caminhar no parque, de andar de bicicleta, tirar foto, dançar com bambolê e se eu soubesse andar de patins eu faria isso também, rs



Domingo foi dia de passear com um amigo pela Paulista... não tem lugar mais a cara de São Paulo que a Paulista de domingo, a rua fechada para carros, tem shows de rua, dj's, artistas dos mais variados segmentos, tudo a céu aberto... além das opções de comida que são inumeras. e ainda dá pra babar nas livrarias:


Passei na livraria cultura e fiquei babando em diversos livros, eu amo coleções de capa dura, a unica coisa que me deixou triste é os preços dos livros hoje em dia... esse acima sai na faixa de r$190, e não é grosso, em tempos virtuais eles deveriam procurar uma forma de baratear os impressos, mas quem sou eu para colocar valor no trabalho alheio? me resta ficar babando


Essa semana eu iniciei um tratamento para insônia com acupuntura, até agora eu fiz uma sessão, e na segunda sessão quero fazer um post bem detalhado contando mais sobre esta medicina chinesa...
A insônia é um problema grave meu que me acompanha a anos, mas que resolvi dar um basta..
a Acupuntura serve para tratar vários problemas físicos, emocionais, e também tem tratamento cosméticos...

Estou me tratando com a Tamires, que é uma excelente profissional, e atende em são paulo, e também faz atendimento residencial, fazer acupuntura é indolor e cabe no orçamento, vou deixar aqui em baixo o site e whats app dela  nesta imagem:


Semana que vem terei mais uma sessão e prepararei o post mais completo para vocês explicando sobre meu tratamento, a tamires é um anjo, e está sempre dispiosta a ajudar, sempre dando dicas de alimentação, e chazinhos para ajudar no tratamento


Esse é um dos chazinhos que foi receita da Tamires, e minha mãe também aderiu, agora estamos todos tomando <3 p="">

Uma das noticias boas da minha semana, é que Ganhei um ingresso para o Maximus Festival. Como? Bem , isso merecerá até um post especial contando, em breve. Não sou muito de ir em shows, mas como ando muito anti social, esse ano decidi me permitir a alguns festivais, e nessas comprei ingressos também para o dia do aerosmith.... ingressos em mãos será a hora de decidir se vou de moto, se vou de ônibus, se vou de avião, se ficarei alguns dias, se virei embora após o show, muitas coisas para definir, mas ao menos o ingresso já está garantido.
No meu aniversário Vai rolar uma viagem para um lugar de minas que eu queria ir a muito tempo,e  é claro que vai ter post especial no blog contando tudo, e esse ano talvez aconteça uma viagem surpresa pra um lugar que eu não imaginava ir tão cedo na minha vida, mas até estar tudo certinho pra viagem vou ficar de boca fechada =X


Estou querendo começar urgentemente meu canal no youtube, mas todo dia acontece um imprevisto, e a falta de um espaço silencioso e com boa iluminação também não ajuda, queria tanto que essa semana rolasse, mas estou já pressentindo um pândemonio de falta de tempo, peguei uma apresentação de dança para fazer semana que vem em um show, e tenho duas sessões de fotos de um de nossos projetos que irei anunciar para vocês logo depois dessas fotos.. ansiosa!

Nisso tudo tenho que encaixar treinos para a apresentação, confecção de material, trabalho.. e cadê tempo pro vlog? Mas antes do meu aniversário tem que sair né!

Bem, esse foi o resumo dos pontos importantes da minha semana, tem muita coisa vindo, e eu tneho me sentindo super bem, e espero voltar em breve com muita noticia boa para vocês <3 p="">


Image and video hosting by TinyPic
5 de abril de 2017



O vestidinho preto fez o seu caminho em quase todos os guarda-roupas de mulheres ao longo do século passado . É uma peça que dá uma segurança de algum tipo, um "must have ", que anda de mãos dadas com a elegância e a classe.
Assim como um  jeans e uma camiseta , é o que a mulher muitas vezes usa quando ela quer se sentir confortável, elegante e ao mesmo tempo clássica.
Toda revolução tem um começo assim como esta.  O vestido preto em meados dos anos 20 era usado para funerais e apenas para fins de luto , e nunca durante o dia. Era uma regra não escrita rigorosa e séria que foi seguida , muito religiosamente , durante anos a fio e nunca questionada. Mas como todos sabemos, na indústria da moda , a mudança aparece sempre ao virar da esquina e no Dito e feito este item em particular tornou-se tão popular como o Ford car e o Cadillac preto das pistas .
Era o famosa Coco Chanel , que é responsável por esse fenômeno surpreendente e permanente. Ela virou a mesa de luto e transformou o preto em algo chic. Ela mudou o mundo da moda , ignorando as críticas e ceticismo. Ela desenhou roupas que eram confortáveis e clássicas, mas também sofisticado e modernas . Sua rebelião contra o mainstream logo floresceu em sua marca e seus projetos começou a virar cabeças. Os projetos de Coco Chanel foram os blocos de construção do feminismo  que rapidamente fez progresso para muitos designers  seguir anos mais tarde. Ela fez uma marca na história com a sua história , e a história continuou a repetir-se , mas também mudando ao longo do caminho .
Praticamente durante a noite o vestido preto se tornou um "must have" , um uniforme de algum tipo para as mulheres que estavam apenas começando a abraçar e desfrutar da sua nova liberdade e independência.


O vestidinho preto montou a onda por muitos anos e continuou caminhando , mudando e evoluindo conforme os anos passavam. Foi usado e adornada por quase todas as faixas etárias e classes sociais , fazendo o seu caminho para o guarda roupa de mais e mais mulheres. Mulheres em todos os lugares entraram na onda e logo começou a costurar suas próprias versões. Hemlines caiu junto com decotes . Corte viés nasceu e o surrealismo furtivamente ganhou o seu caminho na indústria do design. Primavera, verão, inverno, outono, tudo disponivel em versões apropriadas para atender as estações do ano , e cada temporada os projetos eram diferente dos último . A ´popularidade cresceu e os preços começaram a cair e  o pretinho básico tornou-se disponível ao público por ser oferecido em uma ampla variedade de lojas e o que qera antes usado apenas para certas ocaiões agora estava no dia a dia de mulheres de todo o mundo.

Até que a década de 1950 e 1960 chegou, a cultura pop começou a desempenhar um enorme papel na moda assim como a tecnologia . A pop art era de baixo custo, produzida em massa, a preços acessíveis , glamourosa , divertida , inteligente e , acima de tudo , popular e apreciada por todos. Foi um grande negócio que foi rapidamente tomando conta do mundo e começou a colocar um fim a alta-costura , substituindo o high end pronto por vestidos que estavam agora disponíveis para o público. Foi nessa época que muitas das casas de alta costura começou a fabricar para cadeias de lojas e fabricantes, principalmente por razões financeiras. Se eles quisessem sobreviver como designers tiveram de fazer vendas , e fazer vendas significou a redução do custo . A produção em massa já estava tomando conta do mundo do design e a alta costura foi rapidamente se tornando uma coisa do passado. O Rock ' n roll logo começou a desempenhar um grande papel e influência na moda e fê-lo por muitos anos vindouros.


Os músicos começaram a definir as tendências em todo o mundo e a indústria da música começou a influenciar os designers também. Os anos 70 nos trouxe o punk e o gótico e os dois foram destinados ao choque e choque que eles fizeram. O vestidinho preto começou a ser rasgado e adornado com objetos estranhos , tais como zíperes e alfinetes de segurança . A suavidade já estava endurecida por misturas malucas de vários tecidos, como arrastão e renda. Os  DIY (faça você mesmo) estavam inundando a cena underground onde a pele era mostrado através de cortes e furos . As mulheres começaram a personalizar seus vestidos com o seu próprio toque especial , usando seus vestidos como eles queriam , não importa quão excessiva ou subestimado.
Rapidamente os anos 80 surgiram eo vestidinho preto ficou ainda mais ousado e radical. Ombreiras foram adicionados e silhuetas eram exageradas e subestimada. Camisetas estavam sendo usados ​​como vestidos e  as camadas estavam por toda parte . O Unisex foi tomando conta do mundo da moda e a androginia estava sendo apreciada .



A década de 90 a música influenciou a indústria da moda como nenhuma outra década. O Grunge estava tomando a cena, de repente brechós eram mais populares do que nunca. Cada indivíduo jovem que favoreceu essa música e movimento já estava pegando uma tesoura , uma agulha e linha e foram personalizar seus próprios vestidos . Street fashion era popular em todo o mundo e começaram a aparecer nas passarelas . Os designers rapidamente tomaram conhecimento e começaram a projetar e produzir vestidos esperando que iriam vender , e vender o fizeram . Os preços variaram de moderado a massivo. Vestidos de boneca estavam vendendo como vestidos de loucos . De primeira esta moda foi criticada, mas rapidamente as opiniões mudaram e Kinder Whore e Gothic Lolita tornou-se a coisa nova que resiste até os dias atuais .
O pretinho básico deixou sua marca na história e continua a mudar , e provavelmente vai continuar a fazê-lo. Nós não consiguimos nos livrar dele e há uma razão para isso. O pretinho básico é o salvador.




Image and video hosting by TinyPic
3 de abril de 2017

Eu estou tentando dar uma pequena reformulada no blog, e decidi apagar posts antigos, e reciclar outros, para torna-los mais amplos, informativos, e sem duvidas melhor formatados , então alguns temas que já escrevi sobre aqui alguns anos atrás podem ressurgir aqui no blog, e um desses temas que eu já havia feito um pequeno post anteriormente, é sobre este estilo que influênciou muito minha juventude, e que eu realmente quero manter para consulta por aqui:

Nos anos noventa, quando eu era menina e fuçava os discos do meu irmão mais velho, o grunge era tudo: era parte de nossas vidas, ela influenciou nosso estilo e afogou o passado com sua onda de rebelião, angústia e tristeza. Cantores como Courtney Love e Kat Bjelland tornaram-se minhas heroínas: adorei suas vozes, sua música, as letras de suas canções, e fiquei absolutamente fascinada pelo seu estilo e pelas imagens de kinderwhore conectadas a ele. Exatamente quem inventou a imagem de kinderwhore é um termo de debate... , embora seja amplamente aceito que Kat Bjelland foi o primeiro a defini-lo e Courtney Love foi o primeiro a popularizá-lo. Os vestidos de boneca vintage, os nighties e os vestidos pretos com golas brancas, botas de combate, meias até o  joelho, maquiagem pesada e grampos de cabelo coloridos eram as principais características de um estilo que significava decadência, mas que também lembrava Sonhos de criança. O estilo de Kinderwhore era tão atraente porque era verdadeiramente original, não era polido, não era o resultado do trabalho dos estilistas.

Bjelland e Hole começaram suas carreiras ao mesmo tempo, até tocaram nos mesmos grupos (Sugar Baby Doll e Sugar Babylon) por alguns meses, mas a personalidade dominante de Love não se encaixou. Bjelland tornou-se o vocalista e guitarrista de Babes em Toyland (alguns críticos dizem que tem sido o melhor grupo de todas as garotas de sempre), enquanto Love se  tornou a líder do Hole, casada com  Kurt Cobain, conseguiu sucesso em agir e, eventualmente, começou sua carreira solo em 2004. Love encarna o lado selvagem e vistoso de Riot Grrls, enquanto Bjelland é um personagem mais misterioso e mais escuro.



Aqui estão Love e Bjelland em algumas raras fotos: a primeira foi tirada em 1994, o ano mais importante e trágico para Love (Cobain morreu em abril, apenas quatro dias antes do lançamento da obra-prima de Hole Live Through This), e  segundo no Início das suas carreiras. Seus estilos são muito semelhantes, e assim é o loiro de seus cabelos.




Bjelland e Babes in Toyland alcançaram seu sucesso com Fontanelle, lançado em 1992. Suas performances ao vivo em Lollapalooza estão entre os mais notáveis ​​da história do festival de música. O estilo de Bjelland era único: ela poderia ser sexy (ver o vestido apertado na primeira foto), mas não vistosa, ou ela poderia fingir ser a boa menina, vestindo vestidos convencionais, os cabelos loiros varridos em um lado e uma franja pesada .



Eu amo esta foto, tirada durante uma apresentação ao vivo. Bjelland está usando um vestido romântico com mangas inchadas que contrasta com sua postura (seu rosto está meio escondido por seus cabelos, ela estava focada em tocar guitarra). A audiência selvagem atrás dela faz com que ela pareça uma princesa de algum conto de fadas torcido, intocável e mágico.
No palco Love ostentava o mesmo estilo, que ela transformou em algo abertamente sexy e cativante.
O cabelo loiro, fluido e encaracolado de Bjelland é provavelmente seu símbolo, que contrasta com a violência em suas letras e sua voz poderosa. Na primeira foto, ela está usando o infame vestido preto com colarinho branco, uma espécie de uniforme de estilo kinderwhore.



Hole foi o grupo que trouxe fama e sucesso para Courtney Love. Eles lançaram alguns álbuns juntos (Live Through This e Celebrity Skin são os mais famosos), antes de romper em 2002. O amor foi, naturalmente, o centro do grupo, com sua personalidade agressiva e vocais distintivos. Os vestidos de boa-menina que ela usava em fotos promocionais e no palco logo se tornou sua marca registrada.
Love sempre amou roupas vintage e de segunda mão, como os vestidos azuis de colarinho branco que usava, respectivamente, em 1991 e 1994. Um colar de pérolas pode ser visto em volta do pescoço, outro símbolo de classe média e boa menina virou  um protesto contra as convenções sociais e restrições.
Em 1992, Cobain e Love se casaram na praia de Waikiki em Honolulu (Havaí). A foto, tomada logo após a cerimônia, é um dos símbolos da era do grunge: Love, grávida de sua filha, usava um vestido vintage anteriormente possuído pela actriz Frances Farmer de Seattle , enquanto Cobain estava em pijamas verdes, porque Ele tinha sido muito preguiçoso para colocar  um smoking.

Quanto aos vestidos pretos com colarinho branco predominante no estilo, ele foi visto em ambos as cantoras, mas ele ainda apareceu em Hole's My Body, a capa do álbum Grenade, lançado em 1997. Um dos vestidos vintage Love foi  colocado atrás de vidro em um museu , Como um lembrete de seu passado. Isso não é coincidência, porque com Celebrity Skin, o estilo de Love mudou completamente, e isso foi comprovado quando ela foi escolhida como a cara para Versace em 1998. Na minha opinião, Bjelland  possuia totalmente  este estilo e este vestido.

Além de Bjelland e Love, as rainhas kinderwhore, eu também amei o estilo de D'Arcy Wretzky. Ela era a baixista de uma das  minhas banda favorita, a Smashing Pumpkins, uma loira, uma beleza tranquila que adorava roupas vintage



Resumindo.  Estilo Kinderwhore pode ser explicado em apenas duas palavras: Courtney Love. Ou talvez 5 palavras: Courtney Love nos anos 90. Este estilo foi lançado por Courtney, que também foi a responsável em  torná-lo tão popular. Antes dela, Kat Bjelland da banda Babes in Toyland introduziu este estilo infantil, mas foi Courtney quem o tornou o que é hoje. Pode parecer uma imitação do olhar de Kat, mas Courtney teve uma carreira tão famosa e polêmica que tornava tudo o que ela usava ou dizia popular, daí a popularidade de kinderwhore e a conexão que fazemos com  a cantora e seu estilo. O estilo era bastante comum entre os anos 90, dentro do punk e bandas de rock alternativo na América, poderíamos até dizer que estava na moda por um curto período de tempo.











De alemão kinder = criança e whore = prostitura. Hinderwhore é um estilo que se concentra em uma estética contraditória: roupas infantis, mas bastante "slutty." É basicamente uma mistura de grunge, punk e de um personagem de Kubrick: Lolita. O olhar consiste em vestidos da boneca, cabelo desarrumado, maquiagem manchada e botas. Vamos ver isso em mais detalhes:

Vestidos
  Nós nunca vimos uma menina kinderwhore  usando calças longas, leggings ou shorts mesmo. Este estilo é baseado inteiramente  sobre vestidos, quanto mais curto e mais rendado, melhor.
As combinações  e os vestidos reais de boneca são usados ​​frequentemente. Outras opções são vestidos florais, vestidos com gola Peter Pan  e rendas, também muito branco. O contraste deve ser entre inocente e sexy.

Sapatos

As sapatilhas são as mais comuns no kinderwhore, como também os famosos coturnos ou 'bota de combate"  Isso ainda é sobre o contraste: desta vez entre infantil e resistente. Botas são muitas vezes usados ​​com meias fofas ou meias de boneca.  mary janes e sandálias (sempre usado com meias) são escolhas populares também.

Meias.

 Esta é outra peça vital no estilo kinderwhore. Meias de tornozelo, joelho-meias altas, meias, meia arrastão, t udo vai!  Use uma meia por cima e uma solta em torno de seu tornozelo. Use meias brancas ou com rendas brancas como as que costumava usar na escola primária.

Maquiagem

 Sua maquiagem tem que parecer que você foi para a cama com ela. Use delineador  preto e sombra escura, um olho smokey é perfeito para este look. Certifique-se de que você não é muito meticuloso sobre isso, lembre-se você acordou com essa maquiagem! Use um batom vermelho ou um brilho labial.


Kinderwhore é basicamente justo aquilo que  parece : Uma torção doentia de um vestuário infantil. É geralmente caracterizada por vestidos de boneca , meias rasgadas, maquiagem pesada ,  sapatos mary jane ou botas pesadas. Muitas vezes a roupa é rasgada para dar uma sensação suja . Esta imagem é fácil de conseguir e não vai custar muito . Ou você pensou que as bandas punks do sexo feminino que veio com o estilo kinderwhore iriam gastar o pouco dinheiro que tinha na roupa ?


Image and video hosting by TinyPic
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Bem vindos!

akasha

akasha

::Akasha Lincourt::

Akasha Lincourt... Taurina, Bipolar, 27 anos, sem enquadramento social, mas com ótimas lentes 50mm distorcidas ao invés de olhos. Apaixonada pela vida, pela arte, pela moda alternativa e pela estrada...

"VIVA RÁPIDO. MORRA JOVEM. SEJA SELVAGEM. E SE DIVIRTA!

Eu acredito no país que a América costumava ser. Acredito na pessoa que quero me tornar, acredito na liberdade da Estrada aberta. E meu lema é o mesmo de sempre. "Acredito na gentileza de estranhos. E quando estou em guerra comigo mesma – dirijo. Apenas dirijo."

Quem é você? Você está em contato com todas as suas fantasias mais sombrias? Você criou uma vida para si mesma onde é livre para experimentá-la?

Eu criei. Sou maluca pra caramba. Mas sou livre"

Email: Akasha_lincourt@hotmail.com

mood

mood

Arquivo

Arquivo

Arquivo

Bloglovin

Follow on Bloglovin
Todos os direitos reservados as autoras - Proibido a reprodução de texto e imagem. Tecnologia do Blogger.

Seguidores

instagram

instagram

Instagram

Hey! Did you know that our users have generated 237 widgets within the

Linke

Linke

Link-me em seu blog / site:


contato

contato

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

lojas

lojas

Parceiros

Parceiros
Parceiros

conheça o inflamous

Face

Face

Minha página